Art

Las Meninas ~ by Diego Velázquez

124

Velázquez was a spanish painter and his Las Meninas, originally with a little more art on top showing the ceiling, was painted in 1695 and had a big impact on the art world. Currently hanging in the Prado museum in Madrid, it shows members of the Spanish Court with the Infanta Margaret Theresa at its centre. It may be a masterpiece but I think it´s figures are a little disturbing..! The many frames and mirrors in the room represent the critics, but everyone seems to be so attentive to the painter that it seems like he holds a modern cellphone taking pictures like in today´s world, where it can sometimes be really annoying – don´t these figures seem to be questioning it?!

~

Vélazquez foi um pintor espanhol e o seu Las Meninas, originalmente com um pouco mais de arte acima mostrando o teto, foi pintado em 1695 e teve grande impacto no mundo artístico. Atualmente visto no Museu do Prado, em Madri, mostra membros da Corte espanhola, com a infanta Margaret Theresa no centro. Pode ser uma obra de arte, mas acho as figuras desse quadro um pouco bizarras..! As várias molduras e espelhos na sala representam os críticos, mas todos parecem estar tão atentos ao pintor que parece que ele segura um celular desses modernos, tirando fotos como nos dias de hoje, quando às vezes é super desagradável – essas figuras não parecem estar questionando isso?!

Standard
Art

Room check: check!

119

120

After finishing a very intense and interesting course that lasted 3 months, one of my first actions was: cleaning my room! It does sound silly, but after worrying so much about readings and tests, I felt like the space I live in needed desperately some attention. And the feeling of accomplishment tiding things up and organizing clothes, books and general stuff left me very positive, for now there’s space for new activities and more goals. So today´s post and yesterday´s show two rooms: the first one by belgium artist René Magritte, flerting vividly with Surrealism as it applies to him; the second one by dutch painter Vincent Van Gogh representing his own bedroom. Don´t think we can come to any conclusion about each room´s settings, but a lot of thoughts about the way each one likes to represent stuff! Which one is your favorite?!

~

Após terminar um curso bem intenso e interessante que durou 3 meses, uma das minhas primeiras ações foi: arrumar meu quarto! Parece bobeira, mas depois de tanto me preocupar com leituras e provas, achei que o espaço em que vivo precisava desesperadamente de um pouco de atenção. E a sensação de realização ao arrumar as coisas e organizar roupas e livros me deixaram bem pra cima, pois agora há espaço para novas atividades e metas. Então os post de hoje e ontem mostram dois quartos: o primeiro do artista belga René Magritte, flertando descaradamente do o surrealismo, como lhe é de praxe; e o segundo, do pintor holandês Vincent Van Gogh, representando seu próprio quarto. Não acho que possamos chegar a nenhuma conclusão sobre as peculiaridades de cada quarto, mas termos vários pensamentos sobre a forma como cada um representa as coisas! Qual é seu preferido?!

Standard
Adivinhe!, Art

Life e Dia dos Namorados!

96

Life outside has been REALLY busy so I’m late for fours days here…
Couldn´t think of a better image to post than this one, which again I can´t find the author of, but would love if somebody knew it! It just simplifies so well the course of life: we´re kids; then hopefully love will be discovered; then hopefully we´ll get old and, as it is, we´ll die (hopefully not before getting old). But the kite is there again, by another kid who is coming to, soon, hopefully go through that same cycle. The love scene is framed because today is Dia dos Namorados (the Day of the Lovers) in Brazil, celebrated after Saint Anthony, who was allegedly who made marriages happen! February 14th is not a significant day as it is in other countries, but June 12th is the date in which restaurants are full of couples and well… love takes place!

~

A vida lá fora tem estado REALMENTE atribulada, então fiquei atrasada por quatro dias aqui… Mas aí não pude pensar em uma imagem melhor para postar do que esta, cujo autor novamente desconheço, mas adoraria se alguém soubesse! Ela simplifica tão bem o curso da vida: somos crianças; então, espera-se, o amor será descoberto; então, espera-se, ficaremos velhinhos; então, não tem jeito, morreremos (espera-se que não antes de ter envelhecido). Mas a pipa está lá de novo, soltada por uma criança que irá, espera-se, passar em breve por essas mesmas fases. A cena do amor está emoldurada porque hoje é Dia dos Namorados no Brasil, celebrado em homenagem a Santo Antônio, que seria o casamenteiro! 14 de fevereiro não é um dia marcante como em outros países, mas 12 de junho é a data na qual os restaurantes estão lotados, e, bom… o amor acontece!

Standard
Adivinhe!, Art, Guess!

Planet Earth ~ May 31, 2015

87

May 31: World No Tobacco Day ~ 31 de maio: Dia mundial sem tabaco

Clearly it wasn´t me who took today’s image and unfortunately I could not find out who did, but isn´t it a great one? Today is called  World No Tobacco Day. The goal is for smokers to have at least a day´s abstinence, and also to raise awareness of the bad things cigars cause. Of course there is resistance from smokers themselves as well as from industries which make a great deal of money screwing people´s healths. I will not judge you if you smoke, but      1) you know you´re killing yourself and your healthy body parts faster; 2)  your breath, skin and even clothes´ smell – yuck;             3)  if the money waste does not worry you, I’d very gladly accept it.

Really,  there are much smarter and positive things to do with your money AND health.

Have a good week!

~

Está claro que não sou eu a responsável pela imagem de hoje, e infelizmente não descobri quem é, mas não é ótima? O dia de hoje é chamado de Dia Mundial sem Tabaco. O objetivo é que os fumantes tenham pelo menos um dia de abstinência, e também chamar a atenção para as coisas ruins que o cigarro causa. É evidente que há resistência dos próprios fumantes e das indústrias que ganham uma grana preta ferrando a saúde das pessoas. Não vou julgá-lo se você fuma, mas 1) você sabe que está matando você mesmo e as partes saudáveis do seu corpo mais rápido; 2) o odor de seu hálito, sua pele, e até das suas roupas – eca; 3)  se o desperdício de dinheiro não lhe incomoda, eu o aceitaria com prazer.

Sério, tem coisas muito mais inteligente para se fazer com seu dinheiro E com a sua saúde.

Tenham uma boa semana!

Standard
Art, Brazil, South America

Abaporu ~ by Tarsila do Amaral, 1928

86

In 1922, the big city of São Paulo, in Brazil, hosted a famous event that we call “Week of Modern Art”. The artists who produced it wanted to establish new forms of art, literature, music: have a Brazilian style, rather than importing European ones like it happened still, because of colonisation. A great number of people was against it and the artists were not able to change the past so fast, but the efforts were very much taken into consideration and we learn about it in until this day every school. This painting was done a few years later but represents the idea of emphasizing the country´s nature very well, even in the colors. It was given by Tarsila do her husband Oswald de Andrade, writer who was one of the voices behind the Week. It´s called Abaporu, which in the indigenous people who first lived in our lands’ language means “man who eats people”. And what happened in 1922 was called “Anthropofagic movement”, which relates to this as well! The idea was to swallow the foreign cultures, incorporating it in the Brazilian one, and thus promoting a fresh new style…

~

Em 1922, São Paulo recebeu a famosa “Semana de Arte Moderna”. Os artistas que a produziram queriam estabelecer novas formas de arte, literatura, música: ter um estilo brasileiro, mais do que importar os europeus como acontecia até então, por causa da colonização. Um grande número de pessoas foi contra e os organizadores não conseguiram mudar tão rapidamente o passado, mas os esforços foram levados em conta, e até hoje aprendemos sobre isso na escola. Essa pintura foi feita alguns anos depois, mas representa bem a ideia de enfatizar a natureza do país, até nas cores. Foi dada por Tarsila a seu marido Oswald de Andrade, escritor que foi uma das vozes por trás da Semana.  Chama-se Abaporu, que na língua dos índios que primeiro habitaram esta terra quer dizer “homem que come gente”. E o que aconteceu em 1922 foi chamado de “movimento antropofágico”, que também se relaciona com isso! A ideia era engolir a cultura estrangeira, incorporando-a à brasileira, e assim dar origem a uma corrente nova e autêntica…

Standard
Art

World ~ May 22, 2015

67

Happy #Hug Day! ~ Feliz Dia do #Abraço!

22 may is the Day of the Hug! So as I was looking for a thematic photo, I thought I didn´t want to post a picture showing anything traditional like parent-son or a couple. Because hugs are so much more than anything I could come up with: there are no rules or limits at all for them! I’m also still thinking about all the Cultural Diversity speeches I saw yesterday, and it´s really interesting that the Day of the Hug comes right after the day of Cultural Diversity, isn´t it? So I don´t usually post cartoons, but I thought this was great – we don´t know the character, but he sends us his hug anyway. Though virtual hugs can be cute, nothing compares to a real one. Have you given enough hugs today?!

~

22 de maio é o Dia do Abraço! Então enquanto procurava uma foto temática, estava pensando que não queria colocar nada tradicional, como pai-filho ou um casal. Porque abraços são tão maiores do que qualquer coisa que eu pudesse trazer: não há regras nem limites nenhum para eles! Também estou até agora pensando em todos os discursos que vi ontem sobre Diversidade Cultural, e é muito curioso que o Dia do Abraço venha logo após o Dia da Diversidade Cultural, não? Então eu geralmente não coloco quadrinhos, mas achei esse ótimo – não conhecemos o personagem, e mesmo assim ele nos manda seu abraço. Ainda que abraços virtuais sejam fofinhos, nada se compara ao real. Você já deu abraços o bastante hoje?!

Standard
Art, Brazil, South America

Brasil ~ 1860; 1870

69

70

I’ve posted about this awesome project before (on the day of Indigenous People), but will bring it again for another important memory-related reason.

May 13th is the official date for the end of Slavery in Brazil, because Princess Isabel was in control of the country and signed the law Áurea, which put an end to that terrible practice. That means we were the last of American countries to finish it and that for about 350 years, african people were brought to our lands against their will. The signature, though, did not provide means of better life conditions to this people, and until today racism is something very discussed here. So the other day, at work, somebody called from the Martinique island in the Caribean, asking when slavery was history in Brazil, and I could not limit my answer to a few date numbers…

In that first picture, a white woman is posing while her two slaves wait; in the second one, a slave woman in a studio, and I wonder how did this photo was taken. Both were in Salvador, northeast of Brazil.

~

Já postei sobre esse super projeto antes (no Dia do Índio), mas vou trazê-lo de novo por um outro motivo importante relacionado a Memória.

13 de maio é a data oficial da abolição da escravatura no Brasil, pois foi quando a Princesa Isabel estava no comando do país e assinou a Lei Áurea, que punha um fim nessa prática horrorosa. Isso quer dizer que fomos o último dos países americanos a acabar com ela, e que por cerca de 350 anos, pessoas africanas foram trazidas para nossas terras contra suas vontades. A assinatura, no entanto, não promoveu meios de melhores condições de vida para essa gente, e até hoje o racismo é algo muito discutido por aqui. Aí outro dia, no trabalho, ligou uma pessoa da ilha de Martinica, no Caribe, me perguntando quando a escravidão virou história no Brasil. E eu não consegui limitar minha resposta a apenas alguns números de data…

End of Slavery / Abolição da Escravatura no projeto Brasiliana

Standard